Blog.

A (r)evolução da publicidade durante a pandemia.

Cenários de incerteza, consumidores exigindo mais transparência e empatia, e uma sociedade que se mune cada vez mais de informação para dialogar de igual para igual com as marcas. Dentro deste contexto, a publicidade foi obrigada a se reinventar, rever sua cartilha com um único foco: relacionar-se mais efetivamente com o consumidor.

A publicidade digital já percorreu um longo caminho nos últimos 20 anos com todos os tipos de formatos e canais. Mas a pandemia contribuiu para que anunciantes olhassem para novas soluções e revissem a forma como se comunicam com sua audiência. Nossa curadoria de hoje avalia alguns pontos a que marcas e empresas precisam ficar atentas.

Storytelling

Podemos arriscar dizer que a publicidade está cada vez mais humana e conectada com movimentos sociais e causas. As empresas estão saindo de cima do muro e girando sob o centro de gravidade que mais importa: o consumidor. Em uma entrevista para o podcast Mídia & Marketing, do UOL, Marcel Marcondes, CMO da AB Inbev nos Estados Unidos, conta que a publicidade tem trabalhado em uma rotina parecida com a do jornalismo, aproveitando notícias e conversas que estão impactando a sociedade em tempo real para gerar conversas relevantes que transformam a relação do consumidor com a marca, trazendo mais confiança e diálogo.

Confiança digital

Cada vez mais, as mídias sociais são cobradas a manter seus usuários e dados em segurança, além de combater a desinformação. O último relatório ‘Digital Trust Report 2020’ da Insider Intelligence mostra que Linkedin, Pinterest e Reddit são as redes em que os usuários mais confiam, seguidas por Instagram, Snapchat, Tik Tok, Twitter e Youtube. Em último lugar, ficou o Facebook, cujos usuários (62%) reclamam de a plataforma ser mais favorável a mostrar conteúdo enganoso. O único aspecto que faz o Facebook ganhar pontos é em relação aos anúncios, já que 55% dizem que a rede mostra anúncios relevantes ao seu universo  de interesse.

Brand Safety

Do outro lado da mesa, marcas e empresas também se preocupam com a segurança da sua marca. Pensando nisso, a plataforma Taboola, especializada na recomendação de conteúdos e notícias, anunciou uma parceria de brand safety com a Integral Ad Science (IAS), uma empresa líder em verificação de anúncios digitais e que fornecerá tecnologia de segurança pré-bid para anunciantes de performance. Com a nova solução, as marcas podem atingir seus objetivos garantindo a segurança e a confiança do conteúdo no contexto digital.

Hábitos de compra

Duas novas pesquisas globais do Facebook mostram que a pandemia mudou o comportamento dos consumidores, que agora priorizam compras on-line e pequenos negócios de bairro. De acordo com o estudo, 73% começaram a comprar de pequenas empresas motivados pela preocupação com a sobrevivência da comunidade local, 54% relataram que as redes sociais os ajudaram a descobrir essas pequenas empresas e 39% pretendem gastar mais em pequenas empresas no futuro (locais ou não).

Encontrar a pessoa certa, no momento ideal e com a melhor mensagem já era o desafio diário dos anunciantes. Agora, além das inúmeras variáveis de comportamento, precisamos também nos adaptar aos novos contextos. O mercado da publicidade vai mudar ainda mais com empresas investindo não só em inteligência artificial e machine learnig, mas também em segurança, confiança e relacionamento mais personalizado com a audiência.

Fonte: https://exame.com/bussola/a-revolucao-da-publicidade-durante-a-pandemia/

20.10.2020

8

Art, Design